DATA DE PUBLICAÇÃO
17/09/2021

COMPARTILHE:

[Top 10] Sistema de saúde italiano fica entre os melhores do mundo

Toda pessoa deveria ter acesso a uma saúde pública de qualidade e, justamente nesse sentido, o sistema de saúde italiano não deixa a desejar, uma vez que está entre os melhores do mundo. Vem saber mais!

O sistema de saúde italiano está entre os líderes do mundo, segundo um levantamento publicado pela prestigiada revista científica The Lancet, no estudo Healthcare Quality and Access Index, que é focado no acesso e qualidade aos serviços de saúde e coordenado pelo Instituto Pediátrico Burlo Garofolo de Trieste.

 

De acordo com o ranking Global Burden of Disease (GBD) o sistema de saúde italiano ocupa a 9ª posição entre os melhores do mundo. Já os países que ocupam as primeiras posições são Islândia, Noruega, Holanda, Luxemburgo, Austrália, Finlândia, Suíça e Suécia.

 

Para ser considerado um dos melhores, o sistema de saúde italiano precisa levar em conta muitos fatores tais como o sistema sanitário, acesso a curas e tratamentos, suporte e atendimento, velocidade no atendimento, entre outros.

 

Entretanto, de acordo com dados de 2017, a expectativa de vida na Itália é de 85,3 anos para mulheres e de 80,8 para homens. E esse foi, justamente, um dos empecilhos para que ele alcançasse posições mais altas segundo Lorenzo Monasta, do IRCCS, em relato à ANSA: “Emergiu um quadro positivo, mas com alguns pontos críticos, por exemplo, a população está envelhecendo rapidamente e, na Itália, temos uma das taxas de fertilidade mais baixas do mundo (1,3%) e uma das mais altas expectativas de vida, o que eleva a incidência de doenças ligadas ao envelhecimento, como a demência e o Mal de Alzheimer”. 

 

Como funciona o estudo que classificou o sistema de saúde italiano?

Publicado na revista britânica The Lancet, o estudo tem como base um índice que mede a qualidade e o acesso dos sistemas de saúde.

 

Enquanto isso, a qualidade do serviço de saúde foi medida através do índice HAQ (Health Access and Quality Index), que considera vários parâmetros do sistema sanitário e de acesso a curas e tratamentos.

Leia também:
Como funciona a saúde na Itália para cidadãos e turistas?

A superioridade do sistema de saúde italiano não é exatamente uma novidade…

 

A maioria dos cidadãos na Itália não tem qualquer seguro privado, porque o governo deles é capaz de cobrir a maioria das suas necessidades de assistência médica. 

 

Você sabia que a Itália é o primeiro país europeu a considerar, como lei, a saúde um direito de todos os cidadãos? Essa universalização começou depois do fim da Segunda Guerra Mundial, quando a Constituição Italiana escreveu no artigo 32 “A República tutela a saúde como direito fundamental do indivíduo e interesse da coletividade e garante tratamento gratuito aos necessitados.”

 

Na sequência vieram diversas medidas em prol da saúde, tais como o Ministério da Saúde, o Servizio Sanitario Nazionale – SSN (equivalente ao SUS brasileiro) e os Livelli Essenziali di Assistenza (Níveis Essenciais de Assistência).

 

Devido a qualidade do sistema de saúde italiano, essas primeiras colocações em estudos não são novidade. Em 2019, por exemplo, a Bloomberg News, em sua classificação anual Bloomberg Global Health Index, considerou a Itália o segundo país mais saudável entre os 169 analisados. A primeira colocação ficou com a Espanha.

 

O motivo para que a maioria dos italianos prefira usar o sistema de saúde italiano está nos números: no país são quatro médicos para cada mil habitantes. Outros números mostram a expectativa de vida dos italianos, que é de 83,1, ou seja, a segunda maior da Europa, perdendo apenas para a Espanha (83,4). A média dos países da União Europeia é 80,9. 

 

Ainda nesse sentido, o país tem também o melhor desempenho nos índices de mortes por causas preveníveis, quando comparado a outros países da União Europeia: são 110 a cada 100 mil pessoas, contra 161 da média dos outros países do grupo. Já nas mortes por doenças tratáveis são 67 por 100 mil habitantes, diante de 93 na média da UE.

 

 

Bacana saber mais sobre o sistema de saúde italiano, não é mesmo? E para quem já mora na Itália, se você já utilizou o sistema de saúde por lá, conta para a gente nos comentários como foi a sua experiência! Do mesmo modo, se houver alguma dúvida deixa a sua pergunta, vamos adorar esclarecer. 

 

Com informações de: ansabrasil.com.br; epocanegocios.globo.com; politize.com.br.

 

LEIA TAMBÉM