DATA DE PUBLICAÇÃO
16/03/2021

COMPARTILHE:

Como é o custo de vida em Portugal em 2021?

A partir do momento em que você decide se mudar de país, muitos planejamentos precisam começar a ser feitos. Então, se o seu sonho é atravessar o continente rumo às terras lusitanas, a seguir nós vamos te ajudar mostrando como é o custo de vida em Portugal.

Logo de cara vamos iniciar este post com uma boa notícia. De todos os países europeus, o custo de vida em Portugal é o mais barato, algo em torno de 1.500€ a 2.000€. Entretanto, se você fizer uma análise detalhada do salário-mínimo e de gastos do dia a dia, verá que é mais alto do que viver no Brasil, mas nada impossível de manter e ainda tem a qualidade de vida que supercompensa!

O custo de vida em Portugal gira em torno de mil euros. São vários fatores que influenciam o custo final, desde a cidade, até o número de pessoas na família, passando ainda pelo padrão de vida estabelecido. Também é preciso considerar que existem imprevistos, gastos extras com roupas e calçados, farmácia, assim como outros gastos que podem ser prioridade para algumas pessoas, como a academia. Por isso, sempre considere pelo menos mais uns 200 a 300€ nesses custos para uma vida tranquila.

Salário em Portugal

O salário mínimo em Portugal, para 2021, é de 665€. Entretanto, as pessoas costumam ganhar uma média de 917,76 € a 1.266€ e esse é um bom valor para conseguir se manter por lá. 

Poder de compra em Portugal

O poder de compra em Portugal não é dos mais elevados da Europa. Com os salários consideravelmente mais baixos, se comparado com outros países, o poder de compra da população também é menor.

Mas se compararmos com o Brasil, o poder de compra da população em Portugal é mais elevado. Se comparamos Lisboa e São Paulo, por exemplo, o poder de compra na capital portuguesa é quase 43% mais alto que na cidade brasileira.

Quanto custa morar em Portugal? Depende da cidade

Isso mesmo, o custo de vida em Portugal vai depender especialmente da cidade na qual se vive. Isso porque, um dos aspectos que mais influencia nos gastos de quem vive no país é a moradia. Nas maiores cidades esse valor está bem acima da média no país, encarecendo e muito a vida.

Lisboa: a capital de Portugal é também a principal cidade do país, e por isso, os valores acabam sendo um pouquinho mais altos.
Porto: a segunda cidade mais importante cidade de Portugal é considerada a mais bonita do mundo. Para aqueles que estão de mudança, a boa notícia é que por lá o emprego está em alta!
Braga: uma das grandes vantagens é o fato de o valor dos aluguéis ser mais barato, em termos de habitação.

Claro que os preços para compra de imóvel nas grandes cidades também são elevados. No Porto, o valor do metro quadrado ronda os 2.788€, enquanto em Lisboa ultrapassa os 4.292€, no centro das duas cidades. Se considerarmos Portugal como um todo, os valores caem, mas bem pouco, o metro quadrado custa em média 2.682€.

Custo de vida em Portugal com filhos

Para quem tem filhos, é preciso somar ao custo de vida alguns itens especialmente relacionados à educação em Portugal. As escolas a partir do ensino básico são gratuitas, mas cabe aos pais pagarem a alimentação (fornecida pela escola) e o material didático.

Já para as crianças na creche, o valor médio no país é 355€ mensal, é possível encontrar instituições mais baratas ou, ainda, outras que o governo subsidia.

Para os pais que pretendem colocar o filho em escolas privadas, o valor pode ser bem mais elevado, sendo que as escolas internacionais podem custar alguns milhares de euros por ano.

Aluguel em Portugal

Sem dúvida, este é o principal vilão do custo de vida em Portugal. Os aluguéis, especialmente nas grandes cidades, sofreu um aumento considerável nos últimos anos, pressionado pelas especulações imobiliárias e pelo turismo.

O aumento no preço do aluguel em Portugal foi freado pela pandemia, mas em cidades como Lisboa e o Porto, a queda nos preços foi bem ligeira e já se nota um novo aumento.

Em Portugal, assim como na maioria dos países europeus, é bem comum encontrar imóveis mobiliados, prontos para morar. Mas, claro, isso tem um custo. Geralmente, os imóveis montados, prontos para morar, custam um pouco mais que os sem mobília.

Lisboa
Apartamento de 1 quarto no centro 815€
Apartamento de 1 quarto fora do centro 645€
Apartamento de 3 quartos no centro 1.567€
Apartamento de 3 quartos fora do centro 1.043€

Porto
Apartamento de 1 quarto no centro 689€
Apartamento de 1 quarto fora do centro 512€
Apartamento de 3 quartos no centro 1.226€
Apartamento de 3 quartos fora do centro 869€

Braga
Apartamento de 1 quarto no centro 536€
Apartamento de 1 quarto fora do centro 390€
Apartamento de 3 quartos no centro 834€
Apartamento de 3 quartos fora do centro 613€

Supermercado em Portugal

Os custos de supermercado em Portugal são bem regulares, o país não enfrenta inflações significativas, por isso, não há grande variação nas compras de alimentos. Além disso, os preços variam pouco de uma cidade para outra, sendo que em média um casal gasta 250€ por mês em supermercado.

Para se ter uma ideia melhor dos custos, apresentamos uma lista com preços de alguns itens recorrentes na compra de supermercado, confira:

Comer fora em Portugal

Os custos de comer fora talvez seja um dos itens que mais varia o preço no país. Isso porque, se considerarmos os preços de restaurantes nas maiores cidades e nas mais turísticas, eles são mais elevados que no restante do país.

Até mesmo dentro da cidade é possível encontrar preços bem diferentes. No Porto, por exemplo, comer na Baixa (a região mais turística) é muito mais caro do que comer nas zonas mais residenciais da cidade.

Outro aspecto que vai influenciar no preço é o tipo de restaurante. Segundo o Numbeo, uma refeição econômica no almoço custa cerca de 8€, já um jantar para duas pessoas em um restaurante médio custa em torno de 30€. Claro que esses são valores médios, assim, é possível comer a custo mais baixo ou mais alto, vai depender dos aspectos que apontamos anteriormente.

Contas residenciais

Luz e gás: o mercado de energia é livre, ou seja, você pode escolher uma empresa fornecedora de energia elétrica. Há ainda a possibilidade de contratar os dois serviços juntos.

Água: A conta de água varia de uma cidade para outra, pois é responsabilidade do concelho (município).

TV, telefone e internet: Existem pelo menos três grandes empresas de comunicação em Portugal, são elas a Vodafone, Meo e Nos.

*informações do site Live and Invest Overseas.

Transporte público


Saúde pública

É legal frisar que em todas as cidades existe a chamada “tarifa social” que fornece descontos para famílias de baixa renda, estudantes, idosos, entre outros.

Esse serviço é gratuito, porém é necessário que se pague algumas taxas de coparticipação pelos serviços. Mas há ressalvas para pessoas que comprovam não terem condições de pagar. Além delas, jovens até 18 anos, gestantes e pessoas portadoras de doenças graves, doadores de sangue, de células, tecidos e órgãos, além de bombeiros, doentes transplantados, militares e desempregados também estão isentas de pagar qualquer coisa no sistema público de saúde em Portugal.

Para as consultas de emergência, você paga uma média de 20 euros. Já nos atendimentos em centros de Saúde, antes da consulta, você pagará a taxa que custa por volta de 5 euros. Os valores dos exames podem variar de acordo com a solicitação do médico. Por exemplo, aqueles mais simples custam 2 euros, enquanto as biópsias podem passar dos 100 euros. Enquanto isso, os medicamentos, quando houver uma receita médica, virá com um código de barras, dessa forma é possível obter descontos de até 90%.

Nos seguros de saúde privados o custo é bem mais elevado que o da saúde pública, geralmente, a partir de 100 euros e, além disso, todos os seguros portugueses funcionam com coparticipação, ou seja, toda vez que você se consultar deverá pagar uma parte da consulta.

Nossa, muitas informações sobre o custo de vida em Portugal, não é mesmo? E você, tem mais alguma dica sobre algum gasto relevante para quem vive em Portugal e que deve entrar aqui na nossa lista? Conta para a gente nos comentários, queremos saber!

Com informações de: nacionalidadeportuguesa.com.br; viagemeturismo.abril.com.br; liveandinvestoverseas.com; nacionalidadeportuguesa.com.br; blog.horizonportugal.com.br; moraremportugal.com.

LEIA TAMBÉM