DATA DE PUBLICAÇÃO
02/02/2021

COMPARTILHE:

Emprego na Europa: o que é a carta de motivação, modelos e dicas para fazer a sua

A carta de motivação na Europa é a oportunidade perfeita para mostrar que você é a pessoa certa e mais motivada, ou seja, o melhor candidato que alguém poderia encontrar em uma oportunidade de trabalho ou de estudo. Mas como fazer a sua? Saiba a seguir.

A carta de motivação na Europa, também conhecida como essay, Personal Statement ou mesmo Motivational Letter é um documento importantíssimo para quem vai se candidatar a uma bolsa de estudos, uma graduação, para quem deseja fazer uma pós-graduação, bem como para quem vai concorrer a uma vaga de emprego.

Quando falamos do sonho europeu, a educação e o emprego são sempre as grandes preocupações, principalmente quando você é um imigrante. Dessa maneira, será a carta de motivação na Europa a responsável por mostrar aos avaliadores quem você é, além do seu currículo, da sua trajetória profissional e do seu histórico acadêmico, uma vez que ela revela detalhes da sua caminhada até ali.

Assim sendo, carta de motivação na Europa é um documento semelhante a uma introdução que acompanha o currículo, portanto não o confunda com uma carta de apresentação. O primeiro apresenta motivos pelos quais você deve ser escolhido pela empresa e explica de forma resumida porque você é o candidato ideal para a vaga. Já a última, apenas salienta informações específicas do currículo.

Como a carta de motivação na Europa não é obrigatória, muitas pessoas que não gostam de escrever acabam deixando de lado essa etapa. Entretanto, essa é uma das melhores maneiras de impressionar e persuadir os recrutadores.

Uma boa notícia para quem deseja um pouquinho de inspiração é que algumas universidades e empresas possuem o hábito de divulgar as cartas de motivações na Europa que foram escritas por alunos que entraram em turmas anteriores ou por funcionários de grandes multinacionais que passaram por seleções passadas.

Dicas sobre como deve ser a perfeita carta de motivação na Europa

– Antes de mais nada, o visual precisa ser agradável, limpo, com facilidade de leitura, boa formatação e idioma impecável.
– Fique atento para utilizar uma fonte adequada e com um tamanho legível.
– Os parágrafos não devem ser pequenos ou grandes demais;
– A carta de motivação na Europa precisa estar dentro do limite de caracteres, essa é uma parte que conta muitos pontos;
– Lembre-se de ter clareza de informações;
– Ela deve ser concisa e objetiva;
– Deve ter um texto bem personalizado e pessoal;
– Conte a sua história resumidamente;
– Fale sobre as suas habilidades;
– Cite realizações concretas;
– Descreva quais são os seus sonhos;
– Explique por que quer trabalhar/ estudar lá;
– Explique o que espera dos conhecimentos adquiridos com o curso e o corpo docente;
– Não esqueça a revisão, pois erros de gramática, digitação e pontuação são imperdoáveis.

O que não fazer na carta de motivação na Europa

– Copiar a carta daqueles que já entraram nos programas ou em vagas almejadas, pois inspiração é uma coisa, mas usar a história de outra pessoa é algo totalmente diferente;

– Não enalteça demais os seus méritos, pois você pode ser visto como uma pessoa soberba.

O que devem ter os bons modelos de carta de motivação na Europa

1- Assim como no currículo, as informações pessoais também devem constar

Coloque aqui seu nome, endereço, telefone e e-mail.

Abaixo você pode citar as informações do recrutador responsável para quem a carta se destina, como o nome do recrutador, da empresa e o endereço da companhia. Caso não tenha essas informações opte por uma apresentação como “prezado recrutador” e “caro recrutador”.

Essa é apenas uma etapa bem formal, mas que vale a pena constar no documento.

2- Mostre que você pesquisou sobre o local

Informe-se sobre a empresa/instituição e o programa ao qual vai se inscrever. No caso de estudos, por exemplo, você deve saber desde as grades de matérias e quais serão os professores do curso. Para isso é fácil, basta acessar o site do local ao qual está se candidatando.

É por lá também que você poderá se informar sobre os valores, missão e a linha que o local segue. Além disso terá a certeza se irá se identificar com os interesses da organização.

Outra informação importante são os pré-requisitos que eles desejam dos candidatos. Como é o perfil das pessoas que já passaram por lá, por exemplo?

Aí então você poderá falar sobre os motivos pelos quais a instituição e curso ou empresa são feitos para você!

2- Agora chegou o parágrafo perfeito para contar mais sobre você

 Este é o lugar onde deve entrar um resuminho superbacana sobre quem é você, profissionalmente falando. Autoconhecimento é tudo!

Foque nos pontos principais como, por exemplo, quais são os seus objetivos, seus pontos fortes, suas qualificações e as experiências que lhe diferenciam.

Lembre-se de ser autêntico, pois esse é um documento muito pessoal.

3- O encerramento perfeito

Aqui é o espaço para reforçar seu interesse no curso, agradecer a chance de poder participar da seleção e por poder se apresentar na carta. Não esqueça de mencionar que aguarda a oportunidade de participar de uma entrevista.

4- Assine o documento de forma apropriada

Coloque sua assinatura juntamente com contatos como e-mail, telefone, Skype e LinkedIn

E agora, você já está mais tranquilo para começar sua trajetória acadêmica ou de trabalho em um novo continente? Ficou alguma dúvida sobre a carta de motivação na Europa? Deixe seu comentário aqui para a gente!

Com informações de:
vagas.com.br; ef.edu.pt; europa.eu; estudarfora.org.br; partiuintercambio.org; zety.com.

LEIA TAMBÉM