DATA DE PUBLICAÇÃO
03/11/2020

COMPARTILHE:

Quais as principais startups da Europa e as que mais oferecem emprego

O cenário tecnológico do velho continente há tempos vem impressionando especialmente com o recente aumento de startups. Dessa forma, quais são as principais startups da Europa? Saiba mais no post de hoje!

As principais startups da Europa estão chamando cada vez mais atenção não só dos setores tecnológicos e financeiros, mas também dos empreendedores e daqueles que procuram um emprego. 

O recente aumento no mercado de startups europeias se deve ao fato de que está mais fácil levantar um capital de risco e muitas das principais startups da Europa estão se tornando unicórnios (que possuem valorização de US $ 1 bilhão).

A receita do sucesso é basicamente dinheiro fluindo, timing perfeito e uma boa localização. Na Europa, inegavelmente, Londres e Berlim são os celeiros de tecnologia, uma vez que contam com altos recursos tecnológicos, cultura empreendedora e muita criatividade.

SoundCloud é uma plataforma online de publicação de áudio utilizada por profissionais de música sediada em Berlim,

Há mais ou menos cinco anos, Berlim assume o posto, por isso, recebe os investimentos nas novas companhias que são injetados na economia da capital. Entretanto, o local sofreu uma queda nos investimentos entre a primeira metade de 2015 à primeira metade de 2016. De acordo com a plataforma PitchBook, em 2018, o capital levantado foi recorde: US$ 3,7 bilhões, sendo que cerca de 40% do valor arrecadado foi referente às startups.

Porém, a majestade conquistou um novo dono. Segundo pesquisas da consultoria EY, Londres assumiu o posto de localidade que mais incentiva a cultura de startups, com € 1,3 bilhão de investimento nos últimos seis meses – um crescimento de € 289 milhões se comparado ao mesmo período de 2015. E conforme o PitchBook elas estão evoluindo, em 2018, foram US$ 7,8 bilhões levantados. Ainda de acordo com a Startup Guide, a Inglaterra é detentora de cerca de 37% dos unicórnios do continente, sendo que cerca de 1,5 milhão de londrinos estavam empregados em startups em 2018, quando a cidade abrigava quase 9 milhões de pessoas.

Quando falamos das principais startups da Europa há ainda outros destinos que estão emergindo rapidamente como paraísos para essas empresas. Portugal é um ótimo exemplo! Em 2016, o governo lançou a “Estratégia Nacional para o Empreendedorismo Startup Portugal” que tem três objetivos: criar e apoiar o ecossistema nacional, atrair investidores nacionais e estrangeiros e acelerar o crescimento das startups portuguesas no mercado externo. É isso o que mostra o estudo da Startup Europe Partnership: o ecossistema português dobrou a média europeia entre 2010 e 2016.

A FORBES em parceria com a TrueBridge Capital Partners divulgou no fim de dezembro de 2019 sua terceira edição da lista Midas Europa. Nela consta as principais empresas que atraíram as carteiras dos investidores no ano passado. Os portfólios demonstram a evolução do cenário global do capital de risco e o enorme valor criado por empresas que buscam melhorar diferentes partes da vida cotidiana dos consumidores.

Leia também:
Como funciona o StartUP Visa Portugal e como se candidatar?
Venha conferir 5 motivos para empreender em Portugal

Principais startups da Europa

Ficou curioso para saber quais são as principais startups da Europa? Então confira abaixo:

  • Unbabel

Há tempos, a Unbabel já tinha sido reconhecida por outras entidades de grande prestígio na Europa. Essa startup portuguesa alia inteligência artificial com pós-edição humana à tradução automática. Além disso, ela foi eleita pela Tech5, competição organizada pela The Next Web (TNW) e pela Adyen, a 3ª melhor scale up europeia e a melhor em Portugal.

principais startups da Europa

  • Spotify

Ele superou os principais concorrentes, como a Apple Music, em termos de assinantes – em setembro deste ano, o número de assinaturas premium do serviço subiu para um recorde de 113 milhões, superando as expectativas de Wall Street. Recentemente, eles anunciaram o foco em podcasts e conteúdo original para reforçar sua extensa biblioteca de shows de terceiros. Até o fim de 2019, a empresa planejava gastar entre US$ 400 milhões e US$ 500 milhões em aquisições relacionadas ao tema. Além disso, ele ganhou força comprando a Gimlet Media e da Anchor.

principais startups da Europa spotify

  • Stripe

Ela mantém a forte posição no setor. A evolução se dá ao sucesso no comércio digital, a mudança do comércio para sites e dispositivos móveis, aos serviços de processamento de pagamento on-line poderosos e flexíveis para empresas da internet, a ampliação da plataforma para emissão, prevenção global de fraudes e lojas físicas, ao lançamento de cartões de crédito corporativos e a adição de clientes famosos em sua carteira, como a Wayfair. 

Após uma captação de recursos de US$ 100 milhões em janeiro de 2019, a Stripe levantou outros US$ 250 milhões em setembro, elevando sua avaliação de US$ 20 bilhões para US$ 35 bilhões. A empresa agora vale 30% a mais do que o concorrente próximo, a Square.

  • Adyen

A holandesa tem grandes clientes como Facebook, Spotify, Netflix, North Face e Timberland. Seu diferencial é a capacidade de processar praticamente qualquer tipo de pagamento, roteando os compradores por meio de uma plataforma unificada, emissão de cartões virtuais e físicos para complementar os serviços de pagamento já existentes, além de parcerias estratégicas com a Apple Pay e o Google Pay.

principais startups da Europa adyen

  • CrowdStrike

No setor de segurança cibernética focado exclusivamente na detecção e resposta de terminais, com implementações nativas em plataformas como a AWS, a empresa se destacou por seu foco em proteção na nuvem e na plataforma nativa da nuvem. Após levantar US$ 481 milhões como uma empresa privada, ela estreou em junho de 2019 já avaliada em quase US$ 7 bilhões. A empresa planeja investir em programas de aquisição de clientes e parcerias de canal, além de expandir as assinaturas existentes por meio da implantação de módulos de nuvem adicionais.

  • Compass

Desde o seu lançamento em 2012, a Compass expandiu sua rede para mais de 13 mil agentes imobiliários. Agora, ela se juntou aos concorrentes Zillow e Redfin. A empresa tem como alvo profissionais do setor imobiliário com ferramentas digitais e estratégias de mercado personalizadas, resultando em menos trabalho de back-end e mais tempo para se conectar com os consumidores. Recentemente, aprimorou seu foco nos recursos de inteligência artificial ao adquirir a Detectica, uma startup especializada na tecnologia sediada em Nova York. Em julho de 2019, a empresa anunciou uma rodada de investimentos de US$ 370 milhões que elevou sua avaliação para US$ 6,4 bilhões.

  • DocuSign

Uma das empresas de software de maior sucesso em capitalizar o rápido crescimento da adoção da nuvem tornando a assinatura de contratos mais simples e amigável. Apoiada por uma marca altamente reconhecida e mais de 537 mil clientes pelo mundo, além dos famosos como Salesforce e Comcast, sua estreia no mercado foi em abril de 2018, avaliando a empresa em mais de US$ 4 bilhões. 

A empresa continua avançando no espaço de assinaturas eletrônicas. Recentemente lançou o DocuSign Agreement Cloud, um amplo conjunto de produtos e integrações para transformar digitalmente a maneira como as organizações preparam, assinam, agem e gerenciam contratos.

  • UiPath

A romena é uma das empresas de inteligência artificial de crescimento mais rápido e maior valorização no espaço do aprendizado de máquina. A startup está liderando a era da “primeira automação” e permite que as empresas automatizem tarefas repetitivas ensinando aos robôs novas habilidades de IA e machine learning. 

No início deste ano, levantou US$ 568 milhões e foi avaliada em US$ 7 bilhões. A empresa foi para uma operação global que hoje possui mais de 30 escritórios e mudou para tarefas de front-office com o objetivo de expandir sua base por meio de empresas com operações voltadas para o cliente.

  • Farfetch

A plataforma de tecnologia oferece acesso a um mercado de comércio eletrônico de moda de luxo que conecta clientes de forma inteligente e eficiente em mais de 190 países, com acesso a mais de 3 mil grifes. Desde a abertura de capital, a empresa fez uma série de aquisições estratégicas e parcerias com pesos pesados do comércio eletrônico como JD.com para reforçar sua oferta online e expandir para mercados de alto crescimento como a China. 

  • Delivery Hero

Um dos principais mercados globais de pedidos e entregas de alimentos on-line. Em junho de 2019, registrava 1 milhão de pedidos processados por dia e parcerias com 290 mil restaurantes em 39 países. Para acelerar seu impulso concentrou-se em investir em recursos de entrega, aquisição direcionada de clientes e serviços expandidos. Agora sua presença é maior do que qualquer um de seus concorrentes, incluindo o UberEats.

Para quem está pensando em conquistar a cidadania europeia ir morar e trabalhar fora, agora que já está por dentro das principais startups da Europa e as que mais oferecem emprego já pode começar a fazer pesquisas e um bom planejamento para conquistar uma vaga lá fora!


Com informações de: forbes.com.br; pmemagazine.sapo.pt; whow.com.br

LEIA TAMBÉM